sexta-feira, 9 de novembro de 2012

16-09-2005

Mais um texto do túnel do tempo, ele foi escrito do alto dos meu 17 anos, em um ano que tudo resolveu acontecer, primeira briga entre melhores amigos, primeiro amor se desfazendo , primeiro contato com a morte e com a solidão.


"...Tudo faz parte de um grande aprendizado, mesmo que às vezes as coisas sejam ruins e eu sofra, mesmo assim não vou e não quero me arrepender. Nada acontece por acaso, tudo tem o seu sentido e contribuição para o aprendizado e amadurecimento.
Afinal o que estamos fazendo aqui? Aprendendo. É por isso que não me arrependo de nada do que fiz, cada erro, cada vez que chorei, sofri, caí; cada uma dessas situações e sentimentos formaram degraus para o meu crescimento, sem eles eu não seria nada do que sou, não saberia nada. Eu sei que preciso passar por tudo isso...
Pra conhecer a felicidade tem que primeiro saber viver o sofrimento. Pra saber o que é amor, tem que saber o que é ódio. Todos os sentimentos são válidos, todos são necessários. Raiva, sofrimento, ódio, solidão, sem eles os outros não fariam sentido, eles se completam, caminham lado a lado..."

Pamela Antunes
16/09/2005

Porque isso me faz bem

Sabe, um dos meus problemas em publicar meus textos, é que eu não saberia a reação das pessoas. Tenho tantas idéias na minha cabeça, tantas. E sei que as minhas são bem diferentes das da maioria. E sei também que...onde está o senso de interpretação desse povo ?  Enfim, acho que é um preço a pagar, eu preciso me expressar, preciso mesmo, sempre precisei, e cada vez que tenho que reprimir uma opinião por que a maioria não ia gostar/entender, eu morro mais um pouquinho. O meu basta já foi dado há algum tempo, na verdade ele tem que ser dado todo dia, tododia. Então coragem, coragem e coragem. Demoro um tempo pra eu aprender que eu não sou obrigada a agradar todo mundo, sabe, eu não sou obrigada, tenho minha opinião bem crítica sobre a sociedade em geral, sobre esse sistema maluco e até sobre eu mesma e vou exprimi-la. Eu não quero discussão, pois se discute quando se quer provar algo e convencer o seu interlocutor. Não quero provar nada, não quero convencer ninguém (aprendi sobre dura provas que não se convence ninguém, a pessoa só muda por ela mesma e no tempo dela) quero apenas me expressar, por que isso me faz bem. Toda vez que escrevo um texto é um peso a menos nas minhas costas.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

A pessoa


A pessoa trabalha das 8h a 17h, chega em casa, liga a TV, assiste a novela, assiste ao jornal da sua região, assiste outra novela, assiste o jornal “nacional”, assiste outra novela, nesse meio tempo entre o jornal e a novela, tem o seu jantar e depois vai durmir. Ops! Esqueci, agora tem mais uma novela e tem o Facebook! E depois vai durmir. No outro dia tudo se repete outra vez. Nessa linda rotina, não existe espaço, pra ler um livro, (não! o que é um livro?), pra conversar com a pessoa do seu lado (sim, olhe para o lado você vai se surpreender), não existe espaço pra entrar na internet e ler noticias de um site independente, por exemplo, (sim! existe mais sites do que o facebook, youtube ) ou até de pesquisar sobre um determinado assunto de seu interesse e ver os vários pontos de vistas que existem sobre ele e depois refletir e talvez ter uma opinião. Não, definitivamente não existe espaço pra tudo isso (!) na rotina da pessoa.
Mas sabe para que existe espaço? Pra reclamar, pra REPETIR o que escutou no jornal nacional ou viu no facebook, claro, porque a pessoa não precisa se preocupar se as noticias são falsas ou tendenciosas, afinal tudo o que eles passam no jornal ou compartilham no facebook é verdade, é lei.
Assim, a pessoa apenas repete a notícia, e reclama, e acredita que toda merda que acontece não tem nada a ver com ela, que o papel da pessoa é apenas assistir a TV, repetir e reclamar. E vive feliz. (?)

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Sonhos

Tenho sonhos tão reais, tão reais, que quando acordo fico perdida. Tão perdida, que preciso parar, respirar, olhar em volta e me localizar.
Quantas vezes não comecei a contar algo como se tivesse acontecido, e no meio do caminho lembro que foi um sonho.
Sonhos, sempre dei muito valor para eles, foi um sonho que me preparou para a fase mais difícil da minha vida.
Sonhos, encontro de almas.

domingo, 16 de setembro de 2012

Infelicidade

"...Vou revelar-vos a infelicidade sob uma nova face, sob a forma bela e florida que acolheis e desejais, com todas as forças de vossas almas iludidas. A infelicidade é essa alegria falsa, esse prazer egoísta, a fama enganadora, a agitação fútil, a louca satisfação da vaidade que faz calar a consciência, que perturba a ação do pensamento, que confunde o homem quanto ao seu futuro..."

 Kardec, Alan (1997), O Evangelho Segundo o Espiritismo. São Paulo: Petit

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Olhar para si

"..Antes de censurar os outros pelas imperfeições, vede se não se pode dizer o mesmo de vós. Empenhai-vos em ter as qualidades opostas aos defeitos que criticais nos outros,
esse é o meio de vos tornardes superiores; se os censurais por serem mesquinhos, sede
generosos; por serem orgulhosos, sede humildes e modestos; por serem duros, sede dóceis;
por agirem com baixeza, sede grandes em todas as ações. Em uma palavra, fazei de maneira
que não se possa aplicar a vós estas palavras de Jesus: “Vê um cisco no olho de seu vizinho
e não vê uma trave no seu..."
                                               
                                                               (resposta a questão 903, de O Livro dos Espiritos- Allan Kardec)

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Vibração dos sentimentos

Você pode não fazer a conexão, mas quando você reclama do funcionário de uma loja, em seguida seu vizinho liga reclamando que seu cachorro está latindo. Você pode não fazer a conexão, mas quando encontra um amigo para o almoço e ficam falando mal de um amigo em comum, em seguida você chega no escritório e descobre que tem vários problemas com o seu cliente mais importante. Você pode não fazer a conexão mas quando conversa durante o jantar sobre as notícias terríveis que acabaram de passar no jornal, não consegue dormir mais tarde com o estômago embrulhado.
Você pode não fazer a conexão, mas quando pára para ajudar alguém que deixou cair algo na rua, em seguida encontra uma vaga bem em frente á entrada do supermercado. Você pode não fazer a conexão, mas quando ajuda seu filho com o dever de casa feliz da vida, no outro dia descobre que sua restituição do imposto de renda vai ser maior do que esperava. Você pode não fazer a conexão, mas quando faz um favor para um amigo, naquela mesma semana seu chefe lhe dá duas entradas para um show que a empresa ganhou. Em todas as circunstâncias e em todos os momentos da vida, você está recebendo o que deu, quer você perceba a conexão entre os fatos ou não.

Byrne, Rhonda (2010), O Poder. Rio de Janeiro: Agir.


quinta-feira, 31 de maio de 2012

Egoísmo

" É o choque que o homem experimenta do egoísmo dos outros que o torna freqüentemente egoísta por si mesmo, porque ele sente a necessidade de se colocar na defensiva. Ao ver que os outros pensam só em si mesmos e não nos demais, é conduzido a se ocupar de si mais do que dos outros. Que o princípio da caridade e da fraternidade seja a base das instituições sociais, das relações legais de povo para povo e de homem para homem, e o homem pensará menos em sua pessoa quando vir que outros pensam nisso; ele sofrerá a influência moralizadora do exemplo e do contato. Em face da atual intensidade do egoísmo humano, é preciso uma verdadeira virtude para se desprender de sua personalidade em favor dos outros, que freqüentemente não sabem agradecer..." 

(Livro dos Espiritos, Allan Kardec. Trecho da resposta à questão 907)

terça-feira, 22 de maio de 2012

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Resgatando...

O que será que se passava na cabecinha de uma menina de 12 anos...

"O que fazer quando um coração não te ama? Chorar. Sofrer. Fazer o que?
Se sua arma for o ódio, considere-se uma perdedora.
Se sua arma for a sinceridade de um sorriso, nem que seja sem graça, considere-se uma vencedora.
Por que mais vencedora que você, só pode ser a felicidade, que vai vencer sua tristeza, e acabar de vez com esse amor não amado."

 Pamela Antunes
 25/11/2000   17h34

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Só o Amor não basta



Aos que não casaram aos que vão casar aos que acabaram de casar, aos que pensam em se separar, aos que acabaram de se separar, aos que pensam em voltar… 
Não existem vários tipos de amor, assim como não existem três tipos de saudades, quatro de ódio, seis espécies de inveja.
O AMOR É ÚNICO, como qualquer sentimento, seja ele destinado a familiares, ao cônjuge ou a Deus. 
A diferença é que, como entre marido e mulher não há laços de sangue, a SEDUÇÃO tem que ser ininterrupta… Por não haver nenhuma garantia de durabilidade, qualquer alteração no tom de voz nos fragiliza e, de cobrança em cobrança, acabamos por sepultar uma relação que poderia ser eterna. Casaram... Te amo pra lá, te amo pra cá. Lindo, mas insustentável. O sucesso de um casamento exige mais do que declarações românticas. Entre duas pessoas que resolvem dividir o mesmo teto, tem que haver muito mais do que amor e às vezes nem necessita de um amor tão intenso.
É preciso que haja, antes de mais nada, RESPEITO, agressões zero, disposição para ouvir argumentos alheios, alguma paciência... Amor só não basta. Não pode haver competição, nem comparações... 
Tem que ter jogo de cintura para acatar regras que não foram previamente combinadas. 
Tem que haver BOM HUMOR  para enfrentar imprevistos, acessos de carência, infantilidades. 
Tem que saber levar... Amar só é pouco... Tem que haver inteligência..., um cérebro programado para enfrentar tensões pré-menstruais, rejeições, emissões inesperadas, contas pra pagar. 
Tem que ter disciplina para educar filhos, dar exemplo, não gritar. Tem que ter um bom psiquiatra. 
Não adianta apenas amar...
Entre casais que se unem visando a longevidade do matrimônio, tem que haver um pouco de silêncio, amigos de infância, vida própria. Um tempo para cada um. Tem que haver confiança, certa camaradagem... Às vezes fingir que não viu, fazer de conta que não escutou... 
É preciso entender que união não significa, necessariamente, fusão. E que amar  “solamente”, não basta. Entre homens e mulheres que acham que o amor é só poesia, tem que haver discernimento, pé no chão, racionalidade. Tem que saber que o amor pode ser bom, pode durar para sempre, mas que sozinho não dá conta do recado.  O amor é grande, mas não são dois. Tem que saber se aquele amor faz bem ou não...
Se não fizer bem, não é amor. É preciso convocar uma turma de sentimentos, para amparar esse amor que carrega o ônus da onipotência. O amor até pode nos bastar, mas ele próprio não se basta. 
Um bom amor aos que já têm. Um bom encontro aos que procuram! E felicidades a todos nós!
                                                                                                               Arthur Távola


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

A Arte de Ser Luz

"Somos estrelas de bem-aventurança.
Cada um de nós é um sol.
Pensar nisso é evocar essa luz.
Sentir-se irradiante nesse mundo - tão cheio de pessoas carregando mágoas e expostas a diversos tipos de suscetibilidades energéticas -, é tornar-se rico de possibilidades espirituais.
Ser consciente dessa luz é viver em abundância interna.
A matéria é energia condensada. E a energia é matéria sutilizada.
Logo, tudo é energia em graus variados de densidade.
Por isso, os mestres herméticos da antiguidade diziam que ‘tudo é luz!'
E eles estavam corretos: luz é vida; é movimento; é vibração; é energia.
A energia reflete o que pensamos, sentimos e fazemos uns com os outros.
A qualidade da nossa energia depende da qualidade de nossa manifestação - interna e externa -, na vida.
Quem vibra com o que faz, irradia uma energia que impulsiona aos outros na direção dos mesmos interesses e afinidades.
E o semelhante atrai o semelhante...
Então, quem quer mais luz, que seja luz!"
Wagner Borges



domingo, 5 de fevereiro de 2012


Ninguém é dono da sua felicidade, por isso não entregue a sua alegria, a sua paz, a sua vida nas mãos de ninguém, absolutamente ninguém.
Somo livres e não podemos querer ser donos dos desejos, da vontade ou dos sonhos de quem quer que seja.
A razão de ser da sua vida é você mesmo. A sua paz interior deve ser sua meta.
Quando sentir um vazio na alma, quando acreditar que ainda falta algo, mesmo tendo tudo, remeta o seu pensamento para os seus desejos mais íntimos e busque a divindade que existe dentro de você. Pare de procurar a sua felicidade cada dia mais longe...
Se está desesperado devido a problemas financeiros, amorosos ou de relacionamentos familiares, busque no seu interior a resposta para se acalmar, você é reflexo do que pensa diariamente. 


Pare de pensar mal de si mesmo, e seja o seu próprio melhor amigo.
Sempre sorrir significa aprovar, aceitar, felicitar. Então abra um sorriso de aprovação para o mundo, que tem o melhor para lhe oferecer...HOJE! 

Autor desconhecido

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Para Todos


Antes de censurar os outros pelas imperfeições, vede se não se pode dizer o mesmo de vós.
Empenhai-vos em ter as qualidades opostas aos defeitos que criticais nos outros, esse é o meio de vos tornardes superiores; se os censurais por serem mesquinhos, sede generosos; por serem orgulhosos, sede humildes e modestos; por serem duros, sede dóceis; por agirem com baixeza, sede grandes em todas as ações. Em uma palavra, fazei de maneira que não se possa aplicar a vós estas palavras de Jesus: “Vê um cisco no olho de seu vizinho e não vê uma trave no seu”.
(resposta a questão 903, de O Livro dos Espiritos)

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Amar

As pessoas não se preocupam umas com as outras.
Porque falta tanta humanidade assim? Ninguém se coloca no lugar do outro, não param pra pensar o que o outro está sentindo. As palavras dadas que antes valiam tanto, hoje não passa de simples palavras, ninguém leva a sério, saem por aí falando mentiras ou coisas que não vão realmente fazer, sem se importar.
E quem ainda se atrever a levar a palavra a sério, quem ainda se importa com os outros, se coloca no lugar dos outros, a pessoa que tenta fazer a coisa certa.
Se você é ainda uma dessas raras pessoas, coragem, muita coragem, não se deixe abater, um dia você encontrará uma pessoa como você, ou não, talvez consiga com o seu jeito de ser passar alguma mensagem para as pessoas, talvez até consiga fazer nem que seja uma pessoa, entender o quão bom seria se todo mundo se importasse uns com os outros.
Leve sempre com você a máxima; Sempre se coloque no lugar do outro, e nunca faça para uma pessoa o que você não gostaria que fizesse com você. Pode ser que às vezes falhe, mas tudo bem, todo mundo falha, mas logo se recomponha e continue sua vida da melhor maneira possível. Tente não magoar as pessoas, a gente nunca sabe o que realmente se passa por dentro delas, mas tem coisas básicas, que basta você pensar um pouquinho, pensar no outro...

Pamela Antunes

sábado, 28 de janeiro de 2012

Calma


Se você está no ponto de estourar mentalmente, silencie alguns instantes para pensar.
Se o motivo é moléstia no próprio corpo, a intranqüilidade traz o pior.
Se a razão é enfermidade em pessoa querida, o seu desajuste é fator agravante.
Se você sofreu prejuízos materiais, a reclamação é bomba atrasada, lançando caso novo.
Se perdeu alguma afeição, a queixa tornará você uma pessoa menos simpática, junto de outros amigos.
Se deixou alguma oportunidade valiosa para trás, a inquietação é desperdício de tempo.
Se contrariedades aparecem, o ato de esbravejar afastará de você o concurso espontâneo.
Se você praticou um erro, o desespero é porta aberta a faltas maiores.
Se você não atingiu o que desejava, a impaciência fará mais larga a distância entre você e o objetivo a alcançar.
Seja qual for a dificuldade, conserve a calma, trabalhando, porque, em todo problema, a serenidade é o teto da alma, pedindo o serviço por solução.

Autor: André Luiz
Psicografia de Francisco Cândido Xavier

domingo, 15 de janeiro de 2012

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

5 Lições para a Vida

Acabei de aprender...

A vida é bela.
Eu nasci para amar.
Eu nasci para servir.
O mal que me fazem, não me faz mal.
A sol dentro de mim.

Joanna de Ângelis

...que esse ano novo que se inicia todos consigam entender, aprender e praticar essas lições.
Muita Luz a todos!