segunda-feira, 18 de junho de 2012

Vibração dos sentimentos

Você pode não fazer a conexão, mas quando você reclama do funcionário de uma loja, em seguida seu vizinho liga reclamando que seu cachorro está latindo. Você pode não fazer a conexão, mas quando encontra um amigo para o almoço e ficam falando mal de um amigo em comum, em seguida você chega no escritório e descobre que tem vários problemas com o seu cliente mais importante. Você pode não fazer a conexão mas quando conversa durante o jantar sobre as notícias terríveis que acabaram de passar no jornal, não consegue dormir mais tarde com o estômago embrulhado.
Você pode não fazer a conexão, mas quando pára para ajudar alguém que deixou cair algo na rua, em seguida encontra uma vaga bem em frente á entrada do supermercado. Você pode não fazer a conexão, mas quando ajuda seu filho com o dever de casa feliz da vida, no outro dia descobre que sua restituição do imposto de renda vai ser maior do que esperava. Você pode não fazer a conexão, mas quando faz um favor para um amigo, naquela mesma semana seu chefe lhe dá duas entradas para um show que a empresa ganhou. Em todas as circunstâncias e em todos os momentos da vida, você está recebendo o que deu, quer você perceba a conexão entre os fatos ou não.

Byrne, Rhonda (2010), O Poder. Rio de Janeiro: Agir.